Início » Colunas » Entre Aspas

Entre Aspas

GRITO – Na última sexta-feira, os correligionários e simpatizantes do PSB puderam soltar o grito preso na garganta pela vitória de João e Janete Capiberibe.

CENÁRIO – O cenário que se viu nas ruas de Macapá parecia mais o encerramento do segundo turno das eleições 2010. Foi o jeito tirar a bandeira amarela com a pomba (sem trocadilho) de trás da porta e gritar: “Capi, cadê você, eu vim aqui só pra te veeerrr!!”.

PROMESSA – Na rede social twitter, a coisa também pegou fogo. O que tinha de gente emocionada dizendo que pagaria promessa no Círio de Nazaré (é bom engrossar a corda) não estava no gibi.

OS PUXA– Está certo que a luta da família socialista foi grande e com direito a abaixo-assinado, adesivo nos carros, blá, blá, blá, mas teve gente que serviu mais para piada do que de apoio aos futuros congressistas.

DEU PENA – Uma certa freqüentadora do twitter disse que rezava noite e dia pelo momento. Coitado do santo e da virgem Maria que recebeu os pedidos.

VIVA JOÃO – O senador João Capiberibe (PSB) está de parabéns. Mudou o discurso e nem sequer deu uma palavra sobre o malfadado PDSA (Programa de Desenvolvimento Sustentável do Amapá). Alguém lembrava? É bom que não!

DISCURSO – Ainda no Aeroporto de Macapá, João Capiberibe disse que uma de suas primeiras bandeiras será arrumar o próprio Aeroporto que é uma vergonha para qualquer amapaense. Seu filho, o governador Camilo, agradece a ajuda…

POR OUTRO LADO – Já a deputada federal Janete Capiberibe (PSB) não merece tanto destaque em seu discurso que aliás, não mudou nada desde a época em que esteve no governo com o marido. Continua falando em parteiras, escalpeladas, etc, etc, etc. A parlamentar também não pode esquecer dos índios, que sem dúvida vão querer um lugar ao sol em seu mandato.

PIMENTA NO OLHO – Janete Capiberibe destacou o apoio e os votos de solidariedade que recebeu de Marcivânia (PT). Era a petista que estava ocupando a vaga antes da decisão da Lei Ficha Limpa. Virando o outro lado da moeda, o tratamento que Marcivânia recebeu ao assumir o mandato em fevereiro foi completamente diferente. Por isso que dizem que pimenta no olho dos outros é refresco…

BURACOFEST – Meu amigo e colega de profissão, Rodolfo Juarez, propôs à Santana fazer um Buracofest, uma espécie de festa do buraco. Lá, o prefeito Nogueira (PT) teria até mesmo que estipular uma premiação em dinheiro para o buraco maior, mais profundo, mais cheio de lama, enfim, essas coisas de administração desleixada com a cidade. Já tem gente perguntando onde estão vendendo os abadas.

VINGANÇA – O prefeito de Santana, Antônio Nogueira (PT) (nota dez no carnaval e zero no administrativo) está fazendo “beicinho” para os servidores públicos, principalmente das categorias da saúde e educação.

RESPOSTA – Para responder sobre as propostas dos sindicatos das categorias que pediam no mínimo reposição salarial das perdas com a inflação, em torno de 6,5%, como ameaçaram deflagrar greves, tiveram como resposta um “castigo” de reposição linear (pasmem!) de apenas 1%.

CUIDADO – Como Nogueira está seguro no cargo com uma tênue linha de uma liminar e já teria sido negado um Habeas Corpus no STF, estaria igual bêbado em meio a confusão: qualquer esbarrão cai!
 
CONSELHOS – O Nogueirinha nota 10 no carnaval, vai de mal a pior. Enfrenta o maior descontentamento de funcionários públicos durante sua administração, responde a graves acusações já tendo, inclusive, condenação em ação pública ainda salvo por recurso.

FRAGILIZADA – Fragilizada no Supremo Tribunal Federal (STF), a Lei da Ficha Limpa corre riscos reais de ser ainda mais esvaziada. A constitucionalidade da lei referente aos seus vários artigos poderá vir a ser questionada futuramente antes das eleições de 2012.

FATIADA – O ministro do STF e defensor da lei, Ricardo Lewandowski. disse que no futuro exame a lei vai ser fatiada como um salame e será analisada linha por linha.

INCONSTITUCIONAL – O STF deverá se posicionar sobre a constitucionalidade da lei se alguma autoridade, partido político ou entidade de classe de âmbito nacional provocar formalmente o tribunal por meio de uma ação.

PRINCIPAL PONTO – O principal ponto que deve permitir contestação é o relacionado ao dispositivo que barra candidatos condenados em ações criminais ou de improbidade em qualquer decisão colegiada, sem a necessidade de trânsito em julgado (quando não cabe mais recurso) da sentença.

DECIDIDO – Na quarta-feira, os ministros apenas decidiram que a norma, publicada em junho de 2010, não poderia ter sido aplicada na eleição do ano passado porque a legislação exige que mudanças desse tipo sejam aprovadas com pelo menos 12 meses de antecedência.

ALERTA – A obra que está sendo realizada na José Serafim com a Mãe Luzia, começa a receber críticas da engenharia civil. Tudo porque os tubos de esgoto que estão sendo colocados por lá é de 150 milímetros. Para os críticos, isso não vai dar certo e nem vazão a demanda. Um exemplo: geralmente os tubos de esgoto que utilizamos em casa é de 100 milímetros. Agora imaginem: será que essa tubulação que estão colocando na obra pública vai durar, ao menos, um ano?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s