Início » Uncategorized » Até a manhã de hoje, causa do apagão elétrico ainda era desconhecida

Até a manhã de hoje, causa do apagão elétrico ainda era desconhecida

Image

A coletiva aconteceu na manhã de hoje (11), no auditório da Eletronorte, e contou com a presença da Gerência Regional da Eletrobras Eletronorte e Diretoria Executiva da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA). O encontro teve como pauta a falta de energia, ocorrida na noite de quinta-feira, 10, em 13 municípios do Estado.
De acordo com o gerente regional da Eletrobras Eletronorte/AP, Marcos Drago, a causa do apagão, que durou cerca de duas horas, ainda é desconhecida, mas cogita-se a possibilidade de problemas meteorológicos, causados pelo impacto de um raio na região da Usina de Coaracy Nunes, responsável pela geração de energia hidroelétrica no Sistema Amapá (78 MW).
“Não podemos afirmar se foi um raio o responsável pelo blecaute, mas nossos técnicos trabalham para verificar a causa. As inspeções estão acontecendo desde ontem. O curioso é que não foi registrada nenhuma ocorrência no sistema de identificação da Eletronorte que possa diagnosticar imediatamente o problema, mas as buscas continuam, disse Drago.
Os indícios de ter caído um raio nas proximidades da usina são devido a relatos de operadores da Eletronorte, que dizem ter ouvido uma explosão e de terem visto uma claridade temporária no local.
Outros fatos chamaram atenção, como ausência de registros de equipamentos danificados na Eletronorte, assim como a coincidência de que todas as usinas interligadas ao Sistema Amapá ficaram impossibilitadas de realizar os procedimentos necessários para o retorno no fornecimento de energia elétrica. Exceto as usinas isoladas que geram energia para os municípios de Oiapoque, Vitória e Laranjal do Jari, de responsabilidade da CEA, e que não foram afetadas pelo apagão.
Além da Hidrelétrica de Coaracy Nunes a geração de energia no Amapá é executada pela Termelétrica de Santana e produtoras independentes como as empresas Aggreko e Soenergy. Esta, responsável em fornecer 45 MW de energia, após intervenção do governo do Estado e CEA, junto ao Ministério das Minas e Energia, para renovação de contrato com a Eletronorte.
Segundo o presidente da CEA, José Ramalho, no momento em que foi percebido que a interrupção não era na distribuição realizada pela CEA e sim na geração, de responsabilidade da Eletronorte, a Diretoria Executiva da Companhia se deslocou para o local com o objetivo de interagir na busca pela solução do problema.
O diretor de Operações da CEA, Jucicleber Castro, afirmou que não se tem registro de um blecaute dessa natureza, onde o Amapá permanecesse tanto tampo sem energia elétrica. Castro disse ainda que a Companhia aguarda pronunciamento da Eletronorte sobre o ocorrido. (Com informações da assessoria da CEA)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s